Os Jornalistas e Outras Pasquinadas.

1/2

«O jornalismo é um sítio de passagem, [...] onde cada qual se demora o menos que pode», diz Fialho de Almeida. Sarcástico e colérico, o grande escarnecedor visa vários alvos nestas crónicas: a mascarada da imprensa e da justiça; a miséria económica e estética da literatura «num país onde a leitura é toda de lombadas»; a charlatanice da política e do parlamento; a  ostentação  pelintra das classes médias, «nesse país de curiosos onde a honra é conforme, e prosperam as lisonjas pulhas e as recompensas servilmente obtidas no desprezível mister de engraxador». Esse país era e é Portugal. ´Fialho de Almeida é também autor de Literatura Gagá.

96 pp
130x130mm
ISBN 978-989-95833-3-7
€8.51 (c/IVA)