Miguel Soares

de Albergaria.

Miguel Soares de Albergaria é autor de artigos generalistas como a trilogia “Por um diagnóstico civilizacional” (2005), “Da condição actual do Ocidente a um primeiro diagnóstico” (2005), e “A pergunta esfíngica – Três pistas para um diagnóstico radical do Ocidente” (2004); ou “Francisco Luís Tavares revisited – Do liberalismo nos Açores durante a I República e outras notas” (2010); e de artigos de especialidade como “A filosofia, os seus outros… e a razão do leigo” (2009), “Um primeiro reconhecimento do problema do que há” (2011), e “Dedução da forma das soluções do problema do que há” (2011). Em 1997 publicou na imprensa micaelense uma série de crónicas sobre a fundamentação político-cultural do projecto de unificação europeia, e em 2004 manteve uma coluna na página de “Ciências” do diário portuense O Primeiro de Janeiro. Foi cronista do Açoriano Oriental. Escreve sobre ciência e sociedade nos periódicos Correio dos Açores e Ciência Hoje. É autor da novela Rufina.